Google+ PENSAMENTOS LIBIDINOSOS: Fevereiro 2008

Translate/Traduza

Nos teus Lábios...







Adormecia no calor dos teus lábios,

 aguardando uma palavra mágica, capaz de alterar a ordem do universo...

No teu olhar habitavam mil fantasmas,


 talvez por isso, nunca sentiste 

verdadeiramente a minha humanidade...

Nunca entendi a tua beleza e o seu contraste...


Quando amavas parecia que odiavas...


Excitante, rosácea, a tua pele tinha uma linguagem,


nos teus olhos profundos viviam sonhos desejados,


mortos à nascença por estranhas memórias negras...


Tudo em ti se harmonizava numa luta de contrários, sem tréguas...





Barão de Campos

Paisagem de Mulher...







Imagino-te debruçada sobre o meu corpo,
atiçando com as tuas meias pretas o meu lado selvagem...
Todo o teu corpo respira o odor a desejo...
Anoiteces no bosque do imaginário,
acordando o prazer sem grades...

Imagino-te na doçura quente e sussurrante da tua voz,
quero-te por um instante, um momento único,
talvez, entrar dentro de ti
seja a comunhão com o absoluto,
a única forma de afugentar a morte...





Barão de campos




No Encanto dos teus Gestos...








Olhos rasgados na suavidade do teu rosto,
mordes os lábios húmidos e intensos,
tudo em ti se articula numa aura de desejo,
desenhas com os gestos os códigos mais secretos...

Não sei o teu nome,
talvez tenhas um nome que tenha nascido antes de ti,
um nome capaz de criar tanta beleza...
Talvez, o teu nome esteja gravado no sonho
mais íntimo de cada homem...

A tua voz é um som que atravessava o ar
causando um arrepio quase sólido...
O teu sorriso é brando e cauteloso,
como se escondesse algo magico...

Impregnas o espaço com o teu cheiro de Mulher,
seduzes com a naturalidade de uma flor,
brilhas com a beleza de uma estrela...




Barão de Campos







Amanhã, Talvez...








Amanhã, talvez...
Sorva os teus lábios nos meus,
acaricie os teus longos cabelos no meu peito nu...
Beije os teus seios quentes e hirtos...

Amanhã, talvez...
Envolva o teu corpo no meu,
sinta a humidade quente do prazer aberto em ti...

Amanhã, talvez...




Barão de Campos

Rosto de Boneca Pintada...







Fixava o meu olhar no teu rosto de boneca pintada,
iniciava a viagem pelo teu corpo no sentido mais longo...
Saboreava o calor dos teus lábios no volume da tua língua vermelha e quente,
agitávamos os nossos corpos em contrações ofegantes...

Sustinhamos a respiração, talvez para enfurecer o desejo,
ou para amordaçar um pouco mais o prazer...
Penetrava o teu corpo na intensidade dos teus gemidos...

Mulher de mil Noites e lugares,
Espasmo ardente na dança dos sentidos...
Rosto de Boneca Pintada no calor de uma voz que rasgava a pele...




Barão de Campos





LinkWithin

Related Posts with Thumbnails