Google+ PENSAMENTOS LIBIDINOSOS: Um gesto bastaria...

Translate/Traduza

Um gesto bastaria...











Quando desdobro as tuas palavras,

como telas envelhecidas,

reinvento os teus gestos,

numa agonia revelada...

Olho no espelho a tua imagem

ainda húmida e quente...

Por instantes, quase acredito

na expressão dos teus olhos ternos,

quase acredito no movimento dos teus cabelos...

Por um momento, senti a magia do amor...

Um momento sem duração nem memória...

um instante pleno...



Barão de Campos

5 comentários:

Dilean de Bragança disse...

Passando pra me deliciar mais uma vez em palavras tão calientes e certeiras.
Embora um tempo afastada, hj voltei e sempre voltarei, assim como chuva de verão.

Inté amigo poeta.

Nilza disse...

Verdadeiramente, um deleite seus poemas, merecem ser lidos e sorvidos em pequenos goles.

Leite de Pedra disse...

Faltava a cereja. Aqui está ela. Uma delícia!

Zharan Abdulah disse...

Realmente são poemas magníficos.
Agora, a moça gosta de Bloody Mary, então sem cerejas, diria que o mais próximo a que chegarias era ao suco de tomate.

Bruce disse...

realmente são poesias a serem lidas e sorvidas em pequenos goles, de preferencia sem cerejas e sem suco de tomates, elas tornam a bebida enjoativa,rsrsrs

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails